Takaisin Europarl-portaaliin

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (valittuna)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Asiakirjaa ei ole saatavilla kielellänne. Voitte tutustua toiseen kieliversioon, joka on valittavissa esitettyjen kielten joukosta.

 Hakemisto 
 Koko teksti 
Debates
Quarta-feira, 16 de Abril de 2014 - Estrasburgo Edição revista

Redução do consumo de sacos de plástico leves (A7-0174/2014 - Margrete Auken)
MPphoto
 
 

  Maria do Céu Patrão Neves (PPE), por escrito. - O consumo de sacos de plástico na União Europeia é excessivo. Todos os anos são consumidos quase 100 mil milhões de sacos de plástico, um número que deverá aumentar para 111 mil milhões até 2020 se, até lá, não forem tomadas medidas de redução. Tal significa que, em média, cada europeu utiliza 200 sacos de plástico no decurso de um ano. A utilização ineficiente dos recursos e a poluição transfronteiriça do ambiente são um desafio comum a todos os Estados-Membros da UE e exigem uma abordagem comum. Uma consulta levada a cabo pela Comissão Europeia em 2011 revelou que os cidadãos europeus apoiariam fortemente uma intervenção ao nível da União para resolução do problema dos sacos de plástico descartáveis. Tal ainda não acontece na presente proposta apresentada pela Comissão Europeia que não preconiza qualquer acção à escala europeia. De qualquer modo, trata-se de um marco importante para o empreendimento de uma acção legislativa significativa contra o uso imponderado de sacos de plásticos pelo que merece o meu voto favorável.

 
Oikeudellinen huomautus - Tietosuojakäytäntö