Go back to the Europarl portal

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (Selected)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
This document is not available in your language. Please choose another language version from the language bar.

 Index 
 Full text 
Debates
Quarta-feira, 16 de Abril de 2014 - Estrasburgo Edição revista

Emissões de dióxido de carbono provenientes do transporte marítimo (A7-0080/2014 - Theodoros Skylakakis)
MPphoto
 
 

  João Ferreira (GUE/NGL), por escrito. - Os objetivos assumidos pela UE na redução das emissões de gases com efeito de estufa (GEE) em 20 % abaixo dos níveis de 1990 até 2020 (e idealmente até 30 %), e o Livro Branco dos Transportes de 2011 que inclui a redução em 40 % das emissões marítimas de CO2, dos níveis de 2005 até 2050, impõem a aplicação de políticas nesse sentido. Dada a dependência do setor da combustão de combustíveis fósseis, as suas emissões contribuem para a poluição atmosférica e as alterações climáticas. Ainda não são hoje conhecidas as quantidades de CO2 e outros GEE relacionadas com o transporte marítimo, devendo-se este facto principalmente à falta de monitorização e comunicação desses dados. Este relatório apresenta um sistema de monitorização, comunicação e verificação que serve o propósito de oferecer uma melhor informação, não só na quantidade de GEE que são produzidos por este tipo de transporte, mas que permitirá obter dados concretos e desenvolver políticas de redução de emissões. Esta proposta de regulamento não se fica apenas pela monitorização do CO2, acrescentando à lista outros GEE e gases emitidos que são também prejudiciais às cidades portuárias e à população. Este regulamento será apenas aplicado aos navios entre as 400 GT e 5 000 GT (GT – Gross Tonnage), abrangendo mais navios. Votámos favoravelmente.

 
Legal notice - Privacy policy