Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (seleccionado)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
 Index 
 Texto integral 
Debates
Quarta-feira, 10 de Junho de 2015 - Estrasburgo Edição revista

Estado das relações UE-Rússia (A8-0162/2015 - Gabrielius Landsbergis)
MPphoto
 
 

  Carlos Coelho (PPE), por escrito. ‒ A relação da Rússia está hoje afetada por um conjunto de ações perpetradas pelo Estado russo que tiveram o seu expoente com a anexação ilegal da Crimeia, instigando um conflito armado às portas da Europa, com consequências nefastas para o desenvolvimento social e económico da região e receios de escalada bélica e imperial.

Somam-se a essas ações militares um conjunto de medidas legislativas internas restritivas da liberdade de expressão e de perseguição de minorias que colocam em causa o espírito das boas relações de vizinhança entre a UE e a Rússia, não coadunáveis com os valores de Estado de Direito, da Democracia e do respeito das liberdades individuais.

Apoio as sanções aplicadas à Rússia e considero que a UE deve manter a pressão em torno dos valores da Paz e da proteção dos Direitos Humanos e das Liberdades essenciais.

 
Dados pessoais - Política de privacidade