Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (seleccionado)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
 Index 
 Texto integral 
Debates
Terça-feira, 8 de Setembro de 2015 - Estrasburgo Edição revista

Investigação e Desenvolvimento na economia azul para criar emprego e crescimento (A8-0214/2015 - João Ferreira)
MPphoto
 
 

  Liliana Rodrigues (S&D), por escrito. ‒ Este relatório faz um conjunto de recomendações com vista à realização do potencial de crescimento sustentável, de desenvolvimento e de criação de emprego da economia azul, especialmente nas regiões costeiras e ultraperiféricas. Chama ainda a atenção para a necessidade de evitar nos mares e oceanos alguns dos erros que se cometeram em terra (exaustão de recursos, insustentabilidade e concentração dos benefícios em alguns poucos).

Apesar das constantes referências à importância da economia azul, é necessário que os Estados-Membros e a Comissão avaliem de facto as possibilidades e as áreas prioritárias de financiamento da economia e materializem, de uma vez por todas, o potencial dos mares e oceanos.

Portugal é um exemplo claro da necessidade de passar das intenções aos atos.

 
Dados pessoais - Política de privacidade