Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (seleccionado)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
 Index 
 Texto integral 
Debates
Quarta-feira, 9 de Outubro de 2019 - Bruxelas Edição revista

Intervenções de um minuto sobre questões políticas importantes (debate)
MPphoto
 

  Isabel Carvalhais (S&D). – Senhor Presidente, muito obrigada a todos os resistentes e em especial aos intérpretes que aqui se aguentam. Sinto-me “me, myself and I”.

No dia 2 de outubro, o arquipélago dos Açores, em Portugal, foi severamente atingido pelo furacão Lorenzo que deixou um rasto de destruição em várias ilhas. Apesar dos enormes esforços locais, os prejuízos materiais, públicos e privados, são muito elevados. Os danos são extensos, atingindo seriamente portos, vias de comunicação costeiras, habitações privadas, entre outras infraestruturas.

Esta ocorrência assume uma particular relevância, considerando o carácter insular e arquipelágico desta região. Recordo que os Açores são uma das regiões ultraperiféricas especificamente mencionadas no artigo 349.º do Tratado de Funcionamento da União Europeia, em virtude dos seus constrangimentos estruturais.

É preciso, pois, garantir solidariedade e apoio europeus à região neste momento difícil, apoiando as autoridades locais nos seus esforços de reconstrução e no auxílio às populações locais, um apoio que deverá ser ágil, efetivo e eficiente.

 
Última actualização: 20 de Dezembro de 2019Dados pessoais - Política de privacidade