Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (seleccionado)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
 Index 
 Texto integral 
Debates
Segunda-feira, 10 de Fevereiro de 2020 - Estrasburgo Edição provisória

As PME e uma melhor regulamentação (debate)
MPphoto
 

  Maria da Graça Carvalho (PPE). – Senhor Presidente, Senhor Comissário, as pequenas e médias empresas são a base da economia europeia. No entanto, continuam a ser sujeitas a uma enorme burocracia nacional, regional e europeia, por vezes até antagónica.

É fundamental promover a simplificação. Assim, saúdo a Comissão por ter consagrado o objetivo central de reduzir os encargos burocráticos e regulamentares que prejudicam o desenvolvimento económico das PME. Além do plano regulamentar, há outros fatores determinantes para o sucesso das empresas. Desde logo, a necessidade de se criar um verdadeiro mercado interno europeu que dê às empresas dos diferentes Estados-Membros a possibilidade de se afirmarem em condições de igualdade.

Também o acesso aos fundos europeus deve ser transparente, com mais informação e regras mais simples. Devemos promover a compatibilidade entre as regras dos diferentes fundos, como por exemplo o “Horizonte da Europa” e os programas regionais, de forma a maximizar as oportunidades para as PME.

Enfim, menos burocracia, um mercado maior e mais aberto, um melhor acesso aos fundos. Três desafios para dar às PME as condições que estas merecem.

 
Última actualização: 26 de Fevereiro de 2020Dados pessoais - Política de privacidade