Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (seleccionado)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
 Index 
 Texto integral 
Debates
Terça-feira, 11 de Fevereiro de 2020 - Estrasburgo Edição provisória

Comércio ilegal de animais de companhia na UE (debate)
MPphoto
 

  Francisco Guerreiro, em nome do Grupo Verts/ALE. – Senhora Presidente, na Sérvia um bulldog francês custa em média trezentos e setenta e cinco euros, na Alemanha e França mil e quinhentos, já na Suécia estes valores podem chegar aos mil oitocentos e setenta euros.

Esta diferença de preços entre os vários países tem exponenciado o comércio ilegal de cães e de gatos na União Europeia. Este mercado negro incentiva, assim, os criadores ilegais a transportarem estes animais até aos países onde a sua venda é mais rentável. Mas este sistema, doentio e ilegal, que altera as idades e falsifica os boletins de vacinação destes animais, apenas é possível devido à ausência de um registo comunitário de criadores certificados.

Acrescem a esta omissão comunitária as condições deploráveis e ilegais em que estes animais são transportados dentro do espaço comunitário. E para travarmos este comércio ilegal a União Europeia tem que criar legislação que obrigue os Estados-Membros a garantirem registos oficiais de todos os animais de companhia, mas não só. Este sistema só será eficaz se as bases de dados nacionais poderem ser cruzadas a nível supranacional dentro da União Europeia.

A conclusão para nós é clara: qualquer lei nacional sem um sistema de registo europeu falhará.

 
Última actualização: 12 de Março de 2020Dados pessoais - Política de privacidade