Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

Perguntas Parlamentares
PDF 35kWORD 15k
8 de Julho de 2003
E-2359/2003

PERGUNTA ESCRITA E-2359/03

apresentada por Maurizio Turco (NI)

à Comissão


  Objecto: Violação da liberdade religiosa no Kosovo

 Resposta escrita 

Considerando que:

- em 27 de Junho de 2003, o secretário-geral da NATO, George Robertson, convidou, durante uma visita a Pristina, os albaneses kosovares a mostrarem-se mais tolerantes e dispostos a edificar uma sociedade multiétnica;

- nesse mesmo dia, em Kosovska Vitina, eram profanadas sepulturas no cemitério ortodoxo e que, em Pristina, era assaltada a igreja ortodoxa de S. Nicolau, à qual a KFOR, força de paz da NATO, havia retirado a sua protecção no final do ano transacto;

- em 28 de Maio de 2003, desconhecidos dispararam contra duas sentinelas espanholas da KFOR que se encontravam de guarda ao convento ortodoxo de Gorioc, nos arredores de Istok;

- em 31 de Maio de 2003, havia sido lançada uma granada contra o posto de controlo KFOR grega, que protegia a igreja de S. Czar Uros na cidade de Urosevac, no Sul do território;

- apesar da missão das Nações Unidas, a UNMIK e a KFOR, estarem à procura dos responsáveis por estes incidentes recentes, nos três últimos anos não se registou qualquer detenção relacionada com as centenas de ataques idênticos contra igrejas e cemitérios ortodoxos;

- Kosovo e Metohija são zonas pós-bélicas, nas quais, quatro anos após o termo do conflito, não foi ainda possível restaurar os locais sagrados do Cristianismo;

 

Dado os investimentos vultuosos da União Europeia no Kosovo;

 

Poderia a Comissão indicar se tem conhecimento dos factos expostos?

 

Que iniciativas poderiam, em seu entender, constituir um instrumento sério e eficaz para levar a administração do Kosovo a respeitar a liberdade religiosa?

Língua original da pergunta: IT 
Aviso legal - Política de privacidade