Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

Perguntas Parlamentares
PDF 27kWORD 24k
22 de Outubro de 2009
E-5074/09
PERGUNTA ESCRITA E-5074/09
apresentada por Antigoni Papadopoulou (S&D)
ao Conselho

 Assunto: Colocação da bandeira turca no monte Pentadáctilos
 Resposta escrita 

No dia 28 de Outubro de 2003, data em que se comemorava o dia nacional grego, as forças de ocupação iluminaram na zona setentrional, ocupada, de Chipre uma bandeira da autoproclamada República turca do Norte de Chipre de enormes dimensões, que haviam esculpido nas encostas do monte Pentadáctilos, para sinalizar a ocupação da parte norte da ilha. Inicialmente, na década de 1980, a bandeira do pseudo-Estado tinha sido desenhada com pedras brancas na encosta sul do Pentadáctilos, sendo propósito básico torná-la visível de todos os lados. Presentemente, a bandeira e a divisa de Kemal Ataturk que a acompanha «Ne mutlu turkum diyene» (feliz aquele que pode dizer eu sou turco) cobrem uma superfície total superior a 200 000 metros quadrados e são iluminadas durante a noite por milhares de lâmpadas. Com os seus 425 metros de largura e 250 metros de altura, a referida bandeira está inscrita no Guinness, o livro dos recordes, como a maior bandeira do mundo. Saliente-se que, regulamente, equipas de trabalho especiais da Turquia se deslocam a Chipre para assegurar a sua manutenção, utilizando para o efeito tintas químicas especiais. Pergunta-se ao Conselho:

1. Está informado sobre a existência da referida bandeira naquela cordilheira de Chipre?
2. Como tenciona intervir relativamente a esta questão, dado que este acto da parte cipriota turca:
constitui uma provocação diária sem precedentes contra o povo cipriota e especialmente contra os cipriotas gregos;
traz à memória os trágicos acontecimentos da invasão turca e a escravatura continuada da parte norte de Chipre, impedindo que se cultive de alguma forma um clima favorável à instauração da confiança entre as duas comunidades; e
constitui um acto hostil que faz parte das tentativas da Turquia para tornar turcos os territórios ocupados de Chipre?

3. Como permite o Conselho a existência de uma bandeira como esta, que, para além da degradação ambiental catastrófica causada pela sua instalação, pelo uso de substâncias químicas e pelos maus-tratos infligidos ao ambiente, implica também um desperdício absurdo de electricidade numa época de crise económica? Que respeito demonstra a Turquia pelo ambiente para pretender a abertura do respectivo capítulo nas negociações de adesão?
4. Que acções tenciona empreender o Conselho tendo em vista o restabelecimento do equilíbrio ambiental e a imposição de sanções à Turquia, um país candidato à adesão, pela sua conduta inapropriada tanto perante os cipriotas gregos como em relação ao ambiente?

Língua original da pergunta: ELJO C 10 E de 14/01/2011
Aviso legal - Política de privacidade