Pergunta parlamentar - E-010628/2010Pergunta parlamentar
E-010628/2010

    Novos métodos de introdução de explosivos a bordo de aviões

    Pergunta com pedido de resposta escrita E-010628/2010
    à Comissão
    Artigo 117.º do Regimento
    Artur Zasada (PPE)

    É com preocupação que encaro as informações, veiculadas pelas agências noticiosas internacionais, segundo as quais gorou recentemente um ataque bombista contra um avião civil proveniente do Iraque e com destino aos Estados Unidos.

    Os terroristas usaram um método novo. As bombas foram escondidas dentro de cães vivos, que iam ser enviados por via aérea para os Estados Unidos. Os animais foram sujeitos a intervenções cirúrgicas destinadas a esconder no seu interior os explosivos e os detonadores. No entanto, devido a falhas na execução das operações, os animais morreram antes de serem colocados a bordo do avião. Se isso não tivesse acontecido, provavelmente, não teriam suscitado suspeitas por parte dos serviços de segurança do aeroporto. As cargas escondidas no seu interior não teriam sido descobertas, mesmo com utilização de scanners de última geração.

    Está a Comissão Europeia consciente do perigo que resulta da possibilidade de dissimulação de uma carga explosiva dentro de um cão ou de um gato transportado por via aérea? Foram tomadas quaisquer medidas com vista a limitar ou eliminar esse perigo? Estão a ser conduzidos testes ou preparadas peritagens que tenham por finalidade estabelecer qual é o verdadeiro nível de risco e probabilidade de um ataque por este meio no território da União Europeia?

    JO C 279 E de 23/09/2011