Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (seleccionado)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Perguntas Parlamentares
PDF 41kWORD 10k
20 de Maio de 2020
E-003133/2020
Pergunta com pedido de resposta escrita
à Comissão
Artigo 138.º do Regimento
Maria-Manuel Leitão-Marques (S&D), Evelyn Regner (S&D)
 Resposta escrita 
 Assunto: Impacto do teletrabalho nas famílias monoparentais durante a pandemia de COVID-19

Segundo alguns estudos, em tempos normais, as mulheres realizam grande parte das tarefas domésticas não remuneradas e cuidam da casa. Na sequência da atual crise devida à pandemia de COVID-19, as mulheres vêm-se a braços com um aumento da carga de trabalho não remunerado, não só devido ao encerramento das escolas e das creches, o que implica que têm de cuidar dos filhos e ensiná-los em casa, como aos familiares idosos que necessitam igualmente de assistência.

O teletrabalho tornou-se a nova norma, tal como o equilíbrio com as responsabilidades familiares. Para as famílias monoparentais, constituídas essencialmente por mulheres (85 %), nomeadamente mulheres com filhos pequenos, o equilíbrio é praticamente impossível, o que as torna particularmente vulneráveis. As famílias monoparentais não devem ser penalizadas devido ao teletrabalho. Pelo contrário, o seu horário de trabalho e as suas tarefas devem ser reajustados, por forma a ter em conta a sua situação, e elas devem igualmente receber as prestações sociais adequadas. No que respeita ao teletrabalho, tal como em outros aspetos da vida, não podemos tratar da mesma maneira o que é diferente sem correr o risco de haver injustiça.

1. Que medidas prevê a Comissão tomar para apoiar as famílias monoparentais que estiveram em teletrabalho durante a crise de COVID-19?

2. A Comissão procedeu a uma recolha de dados desagregados por género para conhecer o impacto assimétrico que a COVID-19 tem nos homens e nas mulheres, em particular o impacto do teletrabalho nas famílias monoparentais?

Língua original da pergunta: EN
Última actualização: 8 de Junho de 2020Dados pessoais - Política de privacidade