Destaques da plenária 
 

Oleg Sentsov em Estrasburgo para receber o Prémio Sakharov 

O vencedor do ano passado do Prémio Sakharov, o cineasta ucraniano Oleg Sentsov que foi libertado de uma prisão russa em 7 de setembro, vai receber o galardão na terça-feira, ao meio dia.

Oleg Sentsov estava preso na Sibéria quando o PE anunciou que era o vencedor do Prémio Sakharov 2018. O cineasta ucraniano cumpria uma pena de 20 anos por “planear atos de terrorismo” contra a permanência “de facto” russa na Crimeia, tendo sido libertado em 7 de setembro na sequência de uma troca de prisioneiros entre a Rússia e a Ucrânia.

A sua prima, Natalya Kaplan, e o seu advogado, Dmitriy Dinze, representaram-no na cerimónia realizada no PE em dezembro do ano passado.

Oleg Sentsov foi laureado pelo seu protesto pacífico contra a ocupação ilegal de sua terra-natal, a Crimeia. Mas também pela sua coragem, determinação e convicções no apoio da dignidade humana, democracia, Estado de direito e direitos humanos. A greve de fome de Sentsov e a sua corajosa postura pública fizeram dele um símbolo da luta pela libertação dos prisioneiros políticos que ainda se encontram detidos na Rússia e em todo o mundo.

O presidente do PE, David Sassoli, e Oleg Sentsov vão dar uma conferência de imprensa conjunta na terça-feira, às 12h40, após a cerimónia no hemiciclo de Estrasburgo.

Todos os anos, desde 1988, o PE atribui o Prémio Sakharov (assim chamado em homenagem ao dissidente soviético Andrei Sakharov) a pessoas ou organizações que se destacam na defesa dos direitos humanos e das liberdades fundamentais.

Sessão solene: 26/11/2019