Prémio Sakharov 2019: os finalistas 

 
 

Partilhar esta página: 

A lista dos candidatos nomeados para os prémios Sakharov 2019 foi anunciada esta terça-feira, 8 de outubro.

© AP Images / Ellis RUA; © Jeff Pachoud / AFP; © Senado Federal do Brasil; © Restorers;© AP Images / Andy WONG  

Os finalistas foram escolhidos pela Comissão dos Assuntos Externos e do Desenvolvimento no dia 8 de outubro:


  • Marielle Franco foi uma ativista política brasileira e uma defensora dos direitos humanos, assassinada em março de 2018. Era negra, bissexual, e nasceu numa favela. Ficou conhecida por defender os direitos das jovens negras, dos habitantes das favelas e da comunidade LGBTI; Chefe Raoni é uma figura emblemática pela luta contra a desflorestação da floresta amazónica, é um dos líderes da comunidade Kayapó e dedicou a sua vida a lutar pelos diretos da população indígena e pela preservação da Amazónia; Claudelice Silva dos Santos é uma ambientalista brasileira, defensora dos direitos humanos. É conhecida pela sua oposição aos madeireiros ilegais, proprietários de ranchos e produtores de carvão na região de Praia-Alta Piranheira.
  • The Restorers (As restauradoras) são um grupo de cinco estudantes quenianas - Stacy Owino, Cynthia Otieno, Purity Achieng, Mascrine Atieno e Ivy Akinyi - que desenvolveram o i-Cut, uma aplicação que ajuda as jovens a lidar com a mutilação genital feminina (MGF). A aplicação permite às jovens procurar ajuda, encontrar um centro de salvamento ou comunicar o procedimento às autoridades.
  • Ilham Tohti é um economista de origem uigur que está a lutar pelos direitos da minoria uigur na China e que, por isto, foi condenado a prisão perpétua em 2014, sob acusações de separatismo. Ainda é visto como uma voz de moderação e reconciliação.

No ano passado, o prémio foi atribuído ao realizador ucraniano Oleg Sentsov.



Próximos passos:

A Conferência dos Presidentes, composta pelo Presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, e pelo grupo de líderes políticos, vai escolher o grande vencedor no dia 24 de outubro. O prémio vai ser anunciado numa cerimónia no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, no dia 18 de dezembro.



Contexto:

O Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento, nomeado em honra do físico e dissidente político soviético Andrei Sakharov, é atribuído anualmente pelo Parlamento Europeu. Foi criado em 1988 para homenagear pessoas e organizações que defendem os direitos humanos e as liberdades fundamentais.