Sassoli sobre a recuperação : "Os nossos cidadãos esperam uma ação decisiva"  

Atualizado: 
 
Criado:   
 

Partilhar esta página: 

O presidente do Parlamento, David Sassoli, instou os líderes da UE a tomarem medidas para a recuperação da Europa na sequência da crise de COVID-19.

O presidente do Parlamento Europeu, Sassoli, perante o EUCO: "Next Generation EU" é a base crucial para as negociações  

Sassoli dirigiu-se aos chefes de Estado e de governo no início de uma videoconferência do Conselho Europeu, a 19 de junho, para discutir o plano de recuperação e o próximo orçamento de longo prazo da UE.


"O tempo é um luxo ao qual não podemos dar-nos", disse ele. "Temos de agir com urgência e coragem, pois os cidadãos, as empresas e as economias da UE precisam de uma resposta imediata. Os nossos cidadãos esperam uma ação decisiva. Agora é o momento de o cumprir."


Sassoli qualificou de "ambiciosa" a proposta da Comissão, mas acrescentou: "Do nosso ponto de vista, ela apenas se fica pela superfície do que precisa ser feito."


O Presidente também se pronunciou contra a concessão de empréstimos no âmbito dos planos de recuperação. "O Parlamento deseja salientar que qualquer dívida comum emitida deve ser reembolsada de forma justa, sem sobrecarregar as gerações futuras", afirmou.


"Não esqueçamos que a concessão de apoio apenas sob a forma de empréstimos teria um impacto assimétrico no endividamento de cada Estado-Membro e seria mais oneroso para a União no seu conjunto. Temos agora a oportunidade de remodelar a Europa e de a tornar mais igualitária, mais verde e mais orientada para o futuro. Para tal, devemos aproveitar a oportunidade para introduzir um cabaz de novos recursos próprios."


Sassoli considerou a introdução de novos recursos próprios para a UE como "um pré-requisito essencial" para qualquer acordo global sobre o orçamento de longo prazo da UE.


Salientando a importância de um ambicioso plano de recuperação e orçamento, ele disse: "Agora não é o momento de diluir as nossas ambições. Temos de mostrar aos nossos cidadãos o valor da Europa e a nossa capacidade de encontrar soluções que sejam importantes para as vidas de todos."

Relações com o Reino Unido


O Presidente abordou igualmente as conversações atualmente em curso sobre as relações futuras entre a UE e o Reino Unido. Na véspera, o Parlamento já tinha aprovado um relatório no qual expõe os seus pontos de vista. "Vamos pressionar para um acordo ambicioso, global e abrangente, de acordo com os compromissos conjuntos assumidos na declaração política. Acreditamos que este é o melhor resultado possível para ambas as partes e, apesar de o tempo disponível ser limitado, com boa vontade e determinação, isso ainda é possível."