Brexit: Eurodeputados pedem ao Reino Unido que quebre o atual impasse 

Comunicado de imprensa 
Sessão plenária 
 
 

Partilhar esta página: 

PE pede ao Reino Unido que diga o que quer e não apenas o que não quer ©AP images/European Union - EP  

Os eurodeputados reafirmaram hoje o compromisso da UE para com a manutenção da paz, a estabilidade e a integridade do mercado interno.

O PE debateu esta tarde os recentes desenvolvimentos sobre o Brexit, no seguimento da votação de terça-feira na Câmara dos Comuns.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o negociador-chefe da UE para o Brexit, Michel Barnier, intervieram no início do debate, falando depois um orador em nome de cada grupo político.

Jean-Claude Juncker reafirmou que o acordo de saída, acordado entre a UE e o governo do Reino Unido, “é o melhor e o único acordo possível”.

Michel Barnier declarou: "Não é uma posição dogmática, é uma solução realista para um problema causado pela decisão do Reino Unido de deixar a UE".

Muitos dos eurodeputados que intervieram no debate defenderam que o “backstop” é essencial para garantir que a Irlanda do Norte e a República da Irlanda não voltam a ser separadas por uma fronteira física, reconhecendo que a UE deve continuar a preparar-se para um cenário de não acordo.

É necessária uma maioria ampla e positiva para quebrar o atual impasse, disseram os parlamentares. Caso o Reino Unido assim o deseje, a UE está disponível para considerar uma relação futura mais próxima e mais profunda, concluíram.


Clique nos links para ver os vídeos das intervenções

Melania CIOT, em representação da presidência romena do Conselho

Jean-Claude JUNCKER, presidente da Comissão Europeia

Michel BARNIER, negociador-chefe da UE para o Brexit

Elmar BROK (PPE, DE)

Roberto GUALTIERI (S&D, IT)

Ashley FOX (ECR, UK)

Guy VERHOFSTADT (ALDE, BE)

Molly SCOTT CATO (Verdes/ALE, UK)

Gabriele ZIMMER (CEUE/EVN, DE)

Nigel FARAGE (EFDD, UK)

Gerard BATTEN (ENF, UK)