O futuro do Erasmus+: mais oportunidades 

Atualizado: 
 
Criado:   
 

Partilhar esta página: 

O Parlamento Europeu aprova um programa Erasmus+ novo e mais inclusivo. ©Ermolaev Alexandr/Adobe Stock  

Com um maior orçamento e mais oportunidades para pessoas oriundas de meios mais desfavorecidos, descubra as facetas do novo programa Erasmus+.

O Parlamento Europeu aprovou o programa Erasmus+ para o período de 2021 a 2027, no dia 18 de maio.

O Erasmus+ é um programa emblemático da União Europeia (UE), conhecido pelo seu grande sucesso na criação de oportunidades para os jovens e no aumento da sua empregabilidade.

28 mil milhões  ; de euros vão para o Erasmus+ 2021-2027

Partilhar esta citação: 

Os eurodeputados propõem:

    Os eurodeputados negociaram um montante adicional de 1,7 mil milhões de euros para o programa, o que representa quase o dobro do orçamento relativo ao período 2014-2020. Tal valor deverá permitir que cerca de 10 milhões de pessoas participem em atividades fora do seu país nos próximos 7 anos, incluindo estudantes, académicos, professores e formadores de todos os setores.

    Os Centros de Excelência Profissional, propostos pelos eurodeputados, passam a fazer parte do novo Erasmus+. Estas plataformas transnacionais proporcionam formação profissional de qualidade para que as pessoas possam desenvolver ferramentas úteis em setores essenciais.

    Como prioridade do Parlamento, o programa é agora mais acessível e mais inclusivo. Isto significa que mais pessoas desfavorecidas podem participar e devem beneficiar de formação linguística, apoio administrativo, mobilidade ou oportunidades de aprendizagem online (em e-learning).

    Em conformidade com as prioridades da UE, o Erasmus+ centrar-se-á nas transições digital e verde e promoverá um estilo de vida saudável, bem como a aprendizagem ao longo da vida para os adultos.


    O que é o Erasmus+?


    O Erasmus+ é o programa da UE que apoia a educação, a formação, a juventude e o desporto na Europa. Iniciado como um programa de intercâmbio de estudantes em 1987, oferece, desde 2014, oportunidades para professores, estagiários e voluntários de todas as idades.

    Nos últimos 30 anos, mais de 9 milhões de pessoas já participaram neste programa, sendo que quase 940 000 pessoas poderam beneficiar dele só em 2019. O âmbito geográfico do programa abrange atualmente 33 países (todos os 27 Estados-Membros da UE, a Turquia, a Macedónia do Norte, a Sérvia, a Noruega, a Islândia e o Liechtenstein) e está aberto a países parceiros em todo o mundo.

    De acordo com a Comissão Europeia, um em cada três formandos do Erasmus+ recebem um lugar na empresa em que adquirem experiência prática e cinco anos após a licenciatura, a taxa de desemprego dos jovens que estudaram ou estagiaram no estrangeiro é 23% inferior à dos seus pares que não se deslocam do local onde se encontram.


    Como se pode candidatar?



    O Erasmus+ tem oportunidades para pessoas e organizações de todo o mundo. No entanto, dependendo da parte do programa em que participante gostaria de candidatar-se, o procedimento de preparação e de candidatura pode ser diferente. Pode encontrar mais informações aqui.