Prism: uma chamada de atenção para a importância da proteção de dados 

 
 

Partilhar esta página: 

Os eurodeputados exigiram estar informados sobre as atividades do grupo de especialistas. © BELGA/AFP/Scanpix/S.Lindholm  

A Europa não pode permitir que os americanos espiem os seus cidadãos, sendo urgente ajustar a legislação de proteção de dados, defendeu a maioria dos eurodeputados da comissão parlamentar das liberdades cívicas, durante a discussão do escândalo Prism com Viviane Reding, a Comissária Europeia da Justiça, esta quarta-feira. As regras de proteção devem "aplicar-se a todas as empresas que operem na UE", independentemente da sua nacionalidade ou do país em que tenham a sua sede afirmou Reding.

Não podemos permitir que os americanos espiem os cidadãos da UE, mesmo que por uma razão de segurança, afirmou a eurodeputada francesa do PPE, Veronique Mathieu. Birgit Sippel, eurodeputada socialista alemã, alertou que a informação utilizada não é apenas utilizada para combater o terrorismo mas também para controlo da imigração.


"Os nossos aliados não nos tratam como amigos mas como suspeitos", afirmou Sophia in't Veld, eurodeputada liberal holandesa. A UE tem que "mostrar alguma espinha dorsal" e definir os limites, acrescentou, apelando ainda à reintrodução de salvaguardas para os dados pessoais transferidos para fora da UE.


"Se conseguirmos ajustar a legislação da proteção de dados, vamos conseguir que converta num padrão", assegurou a comissária Reding, após o encontro de 14 de junho com o Procurador-Geral dos EUA, Eric Holder, na Irlanda. E explicou que um grupo de especialistas de ambos os lados do Atlântico vai abordar as preocupações existentes.


Muitos eurodeputados exigiram serem mantidos informados sobre as atividades do grupo de "especialistas". "Esses especialistas já são conhecidos? Quando se vão reunir?", perguntou a eurodeputada holandesa dos verdes " Judith Sargentini. O eurodeputado britânico do grupo dos conservadores e reformistas, Timothy Kirkhope, pediu uma "investigação adequada" para recolher "factos e detalhes".