Atacar o financiamento do terrorismo 

 
 

Partilhar esta página: 

Os eurodeputados estão a concentrar esforços no combate ao branqueamento de capitais e crime organizado como forma de reduzir o financiamento do terrorismo.

Entrevista com Javier Nart.  

Os eurodeputados aprovaram em plenário, a 1 de março de 2018, um relatório com recomendações para cortar as fontes de rendimento dos jiadistas.

O autor do relatório, o eurodeputado espanhol Javier Nart (ALDE), fala-nos das medidas propostas na entrevista.

Que abordagem tem o relatório ao problema?

Qualquer atividade criminosa depende de atividades logisticas. Se atacarmos estas atividades, resolvemos o problema. É por isso que propomos medidas para lutar contra o apoio logístico do jiadismo criminoso.

A primeira abordagem passa por prevenir o crime e proteger todas as comunidades, As principais comunidades sob ataque são as comunidades muçulmanas, o número de muçulmanos mortos por ataques terroristas é 200 vezes superior ao número de mortes de não-muçulmanos.

Que medidas concretas recomenda no relatório?

Em primeiro lugar, troca de informação. A criação de uma plataforma que os serviços de segurança e informação possam utilizar para partilhar informação de forma voluntária.

Em segundo lugar, é importante investigar as transações financeiras, garantindo ao mesmo tempo o respeito pela privacidade. Temos de ter em atenção o equilíbrio entre a liberdade e a segurança. Assim, o que estamos a tentar fazer é dar os meios para investigar transferências de pessoas ou instituições suspeitas.

Como funcionam estas medidas?

No que diz respeito a sistemas tradicionais, como o hawala, significaria ter um registo de quem entrega o dinheiro e para onde o dinheiro é transferido.

Para além das transferências financeiras, temos que investigar o tráfico de ouro, pedras preciosas e obras de arte, que são outras formas de financiar o terrorismo. Atualmente temos diferentes leis em todos os Estados-Membros no que diz respeito ao ouro e pedras preciosas. Temos de as harmonizar. O terrorismo é uma atividade criminosa supranacional. Temos de ter uma abordagem holística, ações coordenadas e harmonizadas contra o financiamento do terrorismo.

Hawala 
  • Uma forma tradicional de transferência de fundos utilizada em países árabes e no sul da Ásia.