11 de março: Dia Europeu das Vítimas do Terrorismo 

 
 

Partilhar esta página: 

©Belga/AFP  

O dia 11 de março foi proclamado o Dia Europeu das Vítimas do Terrorismo numa homenagem a todos os que perderam a vida, familiares ou amigos, em ataques terroristas. A data coincide com o atentado de Madrid em 2004, que causou 91 mortes e 1.800 feridos.

A eurodeputada espanhola Teresa Jiménez-Becerril (PPE) perdeu o irmão e a cunhada, que foram mortos pela ETA, e conhece bem a realidade do terrorismo. "A voz e as memórias das vítimas são a melhor arma para combater o terrorismo. Os terroristas querem o nosso silêncio, para que a sociedade esqueça os seus atos e crimes. Se continuarmos a recordar as vítimas, obrigamo-los a aceitar as suas responsabilidades".


O mais importante, garante, é a prevenção. "A segurança e a salvaguarda da vida dos cidadãos é muitas vezes entendida como um ataque às suas liberdades. Eu penso exatamente o contrário. O primeiro direito fundamental é o direito à vida e esse direito tem de ser sempre salvaguardado".


O eurodeputado britânico Sajjad Karim (CRE) encontrava-se no Hotel Taj Mahal em novembro de 2008 durante o ataque terrorista. "O terrorismo é um dos maiores desafios atuais, temos de nos unir nesta homenagem a todos os que perderam a vida ou foram afetados pelo terrorismo".