Tráfico de seres humanos: 16 mil vítimas detetadas na UE 

 
 

Partilhar esta página: 

Saiba mais sobre a situação do tráfico de seres humanos na UE e no mundo no Dia Europeu contra o Tráfico, assinalado a 18 de outubro.

Clique na infografia para abrir.  

De acordo com o relatório da Comissão Europeia, os Estados-Membros detetaram 15 846 vítimas de tráfico entre 2013 e 2014, 76% das quais mulheres e raparigas. Mas estima-se que os números reais sejam bem mais elevados.

Duas em cada três das vítimas detetadas (67%) foram traficadas para fins de exploração sexual, 21% para outro tipo de trabalho forçado e 12% para outros fins como mendicidade, remoção de orgãos, servidão doméstica. A maioria das vítimas identificadas são cidadãos da UE.

O papel do Parlamento Europeu

Os eurodeputados aprovaram em 2011 uma diretiva contra o tráfico aprovada que abarca a prevenção, o apoio às vítimas e ao julgamento dos infratores.

Em 2016, o Parlamento Europeu avaliou a legislação europeia atualmente em vigor e emitiu várias recomendações em duas resoluções adotadas em maio e em julho. Os eurodeputados pediram aos Estados-Membros para melhorar a implementação das leis existentes e reforçar o apoio às vítimas.

Tráfico de seres humanos: situação a nível mundial

Estima-se que 21 milhões de pessoas sejam vítimas de trabalho forçado. Muitas delas são também vítimas de tráfico, a maioria para fins de exploração sexual. 70% das vítimas de tráfico a nível mundial são mulheres e raparigas.