Porque é a perda de biodiversidade preocupante e quais as suas causas? 

Atualizado: 
 
Criado:   
 

Partilhar esta página: 

Várias espécies de plantas e animais estão a desaparecer a um ritmo cada vez mais acelerado, devido à atividade humana. Quais são as causas e porque é importante a biodiversidade?

Floresta - © Shutterstock.com/Simon Bratt  

A biodiversidade, a variedade de todos os seres-vivos no planeta, tem decrescido a um ritmo alarmante nos últimos anos, principalmente devido às atividades humanas, como mudanças na utilização dos solos, poluição e alterações climáticas.

Na quinta-feira, os eurodeputados pediram medidas juridicamente vinculativas para travar a perda de biodiversidade, na Conferência sobre a biodiversidade da ONU (COP15), na China, em outubro de 2020. Este evento teve por objetivo aproximar os diferentes partidos à Convenção sobre a Diversidade Biológica, de 1993, para decidir a sua estratégia depois do ano de 2020. O Parlamento Europeu quer que a UE assuma a liderança, assegurando que 30% do território da União Europeia consiste em áreas naturais, até 2030, e considerando a preservação da biodiversidade em todas as políticas europeias.


O que é a biodiversidade?


Tradicionalmente, a biodiversidade é definida como a variedade da vida na Terra, em todas as suas formas. Inclui o número das espécies, as suas variações e interações destes seres com os seus complexos ecossistemas.

Num relatório da ONU publicado em 2019, os cientistas alertaram que um milhão de espécies, num total estimado de 8 milhões, estão em vias de extinção, podendo muitas delas desaparecer em apenas décadas. Alguns investigadores consideram até que estamos no meio do sexto evento de extinção em massa na História da Terra. As extinções em massa estudadas até agora fizeram com que entre 60 a 95% de todas as espécies terrestres desaparecesse. São necessários milhões de anos para que os ecossistemas recuperem após este tipo de eventos.

Descubra factos e números sobre as espécies ameaçadas na Europa.

Porque é a biodiversidade importante?


Os ecossistemas saudáveis fornecem muitas coisas essenciais que tomamos como garantidas. As plantas conservam a energia solar, tonando-a acessível a outras formas de vida. As bactérias e outros organismos vivos decompõem a matéria orgânica em nutrientes que providenciam às plantas um solo saudável para crescerem. Os polinizadores são essenciais para a reprodução das plantas, garantindo a produção alimentar para os humanos. As plantas e os oceanos agem, por sua vez, como os maiores sumidouros de carbono. O ciclo da água depende em grande parte dos organismos vivos.

Em resumo, a biodiversidade fornece-nos ar limpo, água potável e boa qualidade dos solos para as plantações. Ajuda-nos a lutar contra as alterações climáticas e a adaptar-nos a estes novos desafios.

Uma vez que os organismos interagem em ecossistemas dinâmicos, o desaparecimento de uma das espécies pode impactar de forma considerável a cadeia alimentar. É impossível prever com exatidão as consequências que uma extinção em massa teria para os Humanos, mas sabe-se que que a biodiversidade na natureza permite ao ser-humano prosperar.

Principais causas para a perda de biodiversidade 
  • Alterações do uso dos solos (ex: desflorestação, utilização intensiva da monocultura, urbanização) 
  • Exploração direta, como por exemplo a caça ou a sobrepesca 
  • Alterações climáticas 
  • Poluição 
  • Espécies invasoras 

Que medidas propõe o Parlamento Europeu?


Os eurodeputados querem que sejam decretadas metas juridicamente vinculativas, tanto local como globalmente, para encorajar mais medidas ambiciosas de conservação e restauração da biodiversidade. As áreas naturais devem abranger pelo menos 30% do território europeu até 2030 e os ecossistemas degradados devem ser recuperados. Para garantir um financiamento suficiente para estas ações, o Parlamento Europeu propõe ainda que 10% do próximo orçamento de longo prazo da UE seja dedicado à conservação da biodiversidade.

O Parlamento também quer uma melhor proteção dos polinizadores, como é o caso das abelhas. Em dezembro de 2019, os eurodeputados criticaram a Iniciativa da UE para os polinizadores apresentada pela Comissão Europeia, considerando-a insuficiente para enfrentar as causas na origem do declínio dos polinizadores.

Mais informações sobre o que a UE tem feito para preservar a biodiversidade.