Partilhar esta página: 

Ferdinando Nelli Feroci, Jacek Dominik, Martine Reicherts e Jyrki Katainen ©EP  

O Parlamento Europeu deu esta manhã o seu aval aos quatro comissários que vão substituir Rehn, Tajani, Reding e Lewandowski na Comissão liderada por Durão Barroso. Até ao final de outubro, o finlandês Jyrki Katainen ficará com a pasta dos Assuntos Económicos e Monetários, o italiano Ferdinando Nelli Feroci com a Indústria, a luxemburguesa Martine Reicherts com a Justiça, Direitos Fundamentais e Cidadania e o polaco Jacek Dominik com o Orçamento.

Olli Rehn, Antonio Tajani, Viviane Reding e Janusz Lewandowski foram eleitos para o Parlamento Europeu em maio e assumiram funções no dia 1 de julho. Os candidatos indigitados para os substituir até ao final do mandato da atual Comissão, em 31 de outubro, foram hoje aprovados em bloco pelo Parlamento Europeu por 421 votos a favor, 170 contra e 32 abstenções, depois de terem participado em audições nas comissões parlamentares competentes na segunda-feira à noite.


Jyrki Katainen, antigo primeiro-ministro da Finlândia, substitui o compatriota Olli Rehn na pasta dos Assuntos Económicos e Monetários. Dos quatro, deverá ser o único a ser reconduzido na Comissão que entra em funções em novembro, mas com um pelouro diferente, uma vez que Jean-Claude Juncker disse que vai atribuir esta pasta a um candidato socialista.


Ferdinando Nelli Feroci, antigo diplomata, fica com a Indústria e Empreendedorismo, Martine Reicherts, atual diretora-geral do Serviço das Publicações da UE, com a Justiça, Direitos Fundamentais e Cidadania, e Jacek Dominik, subsecretário de Estado no ministério polaco das Finanças, com a Programação Financeira e Orçamento. O Conselho deverá oficializar as nomeações nos próximos dias.