Eleitos os 14 vice-presidentes e os cinco questores do Parlamento Europeu 

Comunicado de imprensa 
Sessão plenária 
Atualizado: 
 
Criado:   
 

Partilhar esta página: 

Os vice-presidentes e os questores são eleitos por escrutínio secreto  

Depois da eleição do novo presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, os eurodeputados escolheram hoje os 14 vice-presidentes e os cinco questores. Os vice-presidentes podem substituir, quando necessário, o presidente nas suas funções, incluindo presidir às sessões plenárias. Também são membros da Mesa, o órgão responsável por todas as questões administrativas, de pessoal e organizacionais do PE. Os questores tratam das questões administrativas que afetam diretamente os eurodeputados.

Dez vice-presidentes foram eleitos à primeira volta e quatro à segunda volta, por maioria absoluta dos votos expressos.


Vice-presidentes eleitos à primeira volta

 

1. Mairead McGuinness (PPE, Irlanda) - 466 votos


2. Bogusław Liberadzki (S&D, Polónia) - 378 votos


3. David Sassoli (S&D, Itália) - 377 votos


4. Rainer Wieland (PPE, Alemanha) - 336 votos


5. Sylvie Guillaume (S&D, França) - 335 votos


6. Ryszard Czarnecki (ECR, Polónia) - 328 votos


7. Ramón Luis Valcarcel Siso (PPE, Espanha) - 323 votos


8. Evelyne Gebhardt (S&D, Alemanha) - 315 votos


9. Pavel Telička (ALDE, República Checa) - 313 votos


10. Ildikó Gáll-Pelcz (PPE, Hungria) - 310 votos

Votos expressos: 680

Votos brancos ou nulos: 62

Votos válidos: 618

Maioria absoluta: 310


Vice-presidentes eleitos à segunda volta

 

11. Ioan Mircea Pasçu (S&D, Roménia) - 517 votos


12. Dimitrios Papadimoulis (CEUE/EVN, Grécia) - 469 votos


13. Ulrike Lunacek (Verdes/ALE, Áustria) - 441 votos


14. Alexander Graf Lambsdorff (ALDE, Alemanha) - 393 votos

 

Votos expressos: 672

Votos brancos ou nulos: 34

Votos válidos: 638

Maioria absoluta: 320


A ordem de precedência dos vice-presidentes é determinada pela ordem segundo a qual foram eleitos.


Questores

 

Os cinco questores foram eleitos por aclamação. A ordem de precedência foi estabelecida por votação eletrónica.


Elisabeth Morin-Chartier (PPE, França) - 459 votos


Andrey Kovatchev (PPE, Bulgária) - 432 votos


Vladimir Manka (S&D, Eslováquia) - 332 votos


Catherine Bearder (ALDE, Reino Unido) - 313 votos


Karol Karski (ECR, Polónia) - 213 votos


Todos os cargos eletivos no PE, como o de presidente, vice-presidente e questor, são renovados de dois anos e meio em dois anos e meio, ou seja, uma vez no início da legislatura (na sessão plenária de 1 a 3 de julho de 2014, após as últimas eleições europeias) e outra a meio dos cinco anos (neste caso, na sessão plenária de janeiro de 2017).