Parlamento Europeu dá luz verde a parcerias para promover investigação e inovação 

Comunicado de imprensa 
Sessão plenária 
 
 

Partilhar esta página: 

O Parlamento Europeu (PE) aprovou hoje um relatório da eurodeputada Maria da Graça Carvalho sobre a nova geração de parcerias europeias no âmbito do programa Horizonte Europa.

As nove parcerias em causa abrangem áreas tão distintas como a aviação limpa, o hidrogénio, a economia circular para o ambiente, a ferrovia, a saúde global e os medicamentos inovadores. Em conjunto, têm por objetivo acelerar a transição para uma Europa verde, ecológica e digital, bem como tornar a indústria europeia mais resiliente e competitiva.

Os investimentos totais serão superiores a 20 mil milhões de euros, dos quais pelo menos metade será suportada pelos parceiros privados destas iniciativas.

“Para quem imagina que tudo isto é retórica e boas intenções, um simples exemplo bastará. Há dias, a Organização Mundial de Saúde aprovou pela primeira vez o uso de uma vacina contra a malária em crianças de países da África subsariana e outros países fortemente afetados por esta doença. A vacina em causa foi desenvolvida graças ao forte envolvimento, direto e indireto, da parceria EDCTP [Parceria entre a Europa e os Países em Desenvolvimento para a Realização de Ensaios Clínicos], uma parceria que não só continuará, mas sairá reforçada neste ato único com o nome de Global Health. Este é um exemplo do extraordinário potencial destas iniciativas e estou certa de que outras se seguirão”, disse a eurodeputada Maria da Graça Carvalho (PPE) no debate em plenário.

Outros exemplos incluem uma nova geração de aviões comerciais com níveis reduzidos de emissões de CO2, medicamentos inovadores, a produção no setor digital e uma gestão mais eficaz das matérias-primas e dos recursos naturais. “Estas parcerias são portas que se abrem para o nosso futuro comum na Europa”, concluiu a eurodeputada.

O relatório foi aprovado em plenário com 624 votos a favor, 39 contra e 33 abstenções.

Vídeo das intervenções de eurodeputados portugueses no debate

Maria da Graça Carvalho (PPE), relatora - intervenção inicial e intervenção final