Artigo
 

Luxemburgo e Sibiu: Capitais Europeias da Cultura em 2007

Cultura - 26-01-2007 - 11:29
Partilhar / Guardar
Luxemburgo e Sibius: Capitais Europeias da Cultura 2007

Música, teatro, dança e muitas outras actividades culturais

"Contribuir para a aproximação dos povos europeus" foi o objectivo da iniciativa criada em 1985 com o nome "Cidade Europeia da Cultura". Este ano a iniciativa está presente em duas cidades da União Europeia: Luxemburgo e Sibiu, ambas caracterizadas pela riqueza do seu património histórico e pela multiplicidade cultural.

Em 1999, o Parlamento Europeu e o Conselho definiram os critérios a que as cidades devem obedecer para se candidatarem a Capitais Europeias da Cultura. Para se candidatarem, as cidades deverão apresentar um projecto cultural de dimensão europeia, que valorize a sua cultura e o seu património cultural próprios, bem como o seu lugar no património cultural comum.
 
O processo de selecção
Um júri composto por sete altas individualidades independentes, especializadas no sector cultural, duas das quais designadas pelo Parlamento Europeu, transmite o seu relatório à Comissão, ao PE e ao Conselho.
 
O PE pode transmitir um parecer à Comissão sobre as candidaturas.
 
O Conselho, deliberando com base numa recomendação da Comissão, elaborada em função do parecer do PE e do relatório do júri, designa oficialmente cada cidade como Capital Europeia da Cultura do ano para que foi nomeada.
 
Capitais Europeias da Cultura 2007
Os projectos e eventos começaram antes de Janeiro de 2007 e irão prolongar-se por todo o ano com uma agenda preenchida com teatro, música, dança, literatura, artes visuais e exposições.
 
Luxemburgo: "Para lá das fronteiras"
O Luxemburgo é a primeira cidade a ser designada pela segunda vez Capital Europeia da Cultura, a primeira das quais em 1995. Desta vez a candidatura alargou-se a algumas regiões vizinhas, abarcando uma área com cerca de 11 milhões de habitantes:
  • Todo o Grão-Ducado do Luxemburgo;
  • As comunidades francesa e alemã da Bélgica;
  • A região de Lorraine, em França;
  • Rhineland-Palatinate e Saarland na Alemanha.
Incluindo regiões de diversos países, a Capital será um acontecimento além-fronteiras, um dos objectivos propostos na candidatura, que pretende eliminar as barreiras linguísticas e culturais, e encorajar a mobilidade. O programa anual inclui 500 projectos, de todas as áreas culturais, e em cada uma das quatro estações do ano haverá uma celebração especial.
 
Sibiu / Hermannstadt: "Cidade da Cultura – Cidade das Culturas"
Sibiu, conhecida na Alemanha como Hermannstadt, está situada na Transilvânia, no coração da Roménia, e foi fundada há oito séculos. Quando a cidade foi designada pelo Conselho em 2004, a Roménia ainda não era um Estado-Membro da União Europeia. O tema escolhido pela cidade foi "Cidade da Cultura – Cidade das Culturas".
 
Em Sibiu encontra-se a maior comunidade alemã da Roménia e uma minoria húngara significativa, apesar de 95% da população ter origem romena. Estas três culturas coexistem juntamente com outras minorias ciganas, eslovacas e ucranianas, uma multiplicidade que confere um dinamismo especial à cidade.
 
A passagem do dia 31 de Dezembro para o dia 1 de Janeiro foi celebrada com dois dias de música, iluminações, dança e fogo-de-artifício, para comemorar simultaneamente a adesão da Roménia à UE e a abertura oficial da Capital Europeia da Cultura 2007. O programa de Sibius inclui arquitectura, literatura, mobilidade, artes do espectáculo, artes visuais e património.
 
As próximas Capitais Europeias da Cultura:
2008 - Liverpool (Reino Unido) e Stavanger (Noruega)
2009 - Linz (Áustria) e Vilnius (Lituânia)
 
REF.: 20070125STO02408