Opções para reduzir o desperdício de alimentos

15-10-2013

A redução do desperdício de alimentos é considerada uma importante alavanca para alcançar a segurança alimentar global, libertando recursos finitos para outras utilizações, diminuindo os riscos para o ambiente e evitando perdas financeiras. No seu «Roteiro para uma Europa eficiente na utilização de recursos», a Comissão Europeia fixou o objetivo de reduzir para metade a produção de resíduos alimentares até 2020. O presente estudo trata das abordagens para a prevenção do desperdício de alimentos com base na análise exaustiva da magnitude, motivos e padrão do desperdício de alimentos na UE-27. Foi prestada especial atenção às medições e instrumentos que, em publicações específicas ou no debate atual, são considerados particularmente úteis, fáceis de aplicar e/ou já demonstraram a sua eficácia na prática. Aqui incluem-se, entre outras, a melhoria e a harmonização da base de dados, a fixação de objetivos de redução a nível nacional e regional, a revisão da regulamentação vigente em matéria de rotulagem das datas de validade dos alimentos, a imposição de campanhas de sensibilização, a introdução de incentivos, a melhoria dos fluxos de trabalho e a implantação da gestão integrada da cadeia de abastecimento na indústria transformadora e nos setores grossista e retalhista, que inclui inovações tecnológicas suscetíveis de reduzirem o desperdício de alimentos.

A redução do desperdício de alimentos é considerada uma importante alavanca para alcançar a segurança alimentar global, libertando recursos finitos para outras utilizações, diminuindo os riscos para o ambiente e evitando perdas financeiras. No seu «Roteiro para uma Europa eficiente na utilização de recursos», a Comissão Europeia fixou o objetivo de reduzir para metade a produção de resíduos alimentares até 2020. O presente estudo trata das abordagens para a prevenção do desperdício de alimentos com base na análise exaustiva da magnitude, motivos e padrão do desperdício de alimentos na UE-27. Foi prestada especial atenção às medições e instrumentos que, em publicações específicas ou no debate atual, são considerados particularmente úteis, fáceis de aplicar e/ou já demonstraram a sua eficácia na prática. Aqui incluem-se, entre outras, a melhoria e a harmonização da base de dados, a fixação de objetivos de redução a nível nacional e regional, a revisão da regulamentação vigente em matéria de rotulagem das datas de validade dos alimentos, a imposição de campanhas de sensibilização, a introdução de incentivos, a melhoria dos fluxos de trabalho e a implantação da gestão integrada da cadeia de abastecimento na indústria transformadora e nos setores grossista e retalhista, que inclui inovações tecnológicas suscetíveis de reduzirem o desperdício de alimentos.

Autor externo

Carmen Priefer (Project Leader), Juliane Jörissen and Klaus-Rainer Bräutigam (ITAS)