Jardim dos Cidadãos 

Jardim dos Cidadãos

Bruxelas
Jardim dos Cidadãos

Venha conhecer um sereno oásis de verdura no coração do animado bairro europeu. O Jardim dos Cidadãos permite-lhe disfrutar de bancos, relvados e esculturas numa propriedade que foi a antiga casa do artista belga Antoine Wiertz.

Jardim dos Cidadãos

Bruxelas
Jardim dos Cidadãos

Acrescente o Jardim dos Cidadãos à sua viagem e reserve um momento para relaxar num sereno oásis de verdura no coração do animado bairro europeu. A apenas 100 metros da entrada oficial do Parlamento Europeu, este jardim faz parte da propriedade que foi a antiga residência e estúdio do artista do séc. XIX Antoine Wiertz.

As suas árvores, bancos e relvados convidam ao passeio ou ao descanso. O jardim apresenta algumas características originais, como por exemplo uma cópia de colunas em ruínas do templo italiano de Paestum. As esculturas de filósofos e artistas da História europeia realçam o cariz histórico deste espaço. O jardim tem também um pavilhão musical onde por vezes se organizam eventos.

O jardim abriu ao público pela primeira vez em setembro de 2020 graças a um investimento e a trabalhos de remodelação realizados pelo Parlamento Europeu.

Explore o Citizens’ Garden aproveitando uma série de concertos gratuitos à hora de almoço nos dias úteis, às 13.00, em setembro e outubro de 2020.

O enorme estúdio do artista é agora o Museu Wiertz e a entrada é gratuita. O espaço pertence ao Museu Real de Belas-Artes e acolhe mais de 200 obras deste artista.

Horário de funcionamento

Outono – Inverno Setembro Outubro – março
8:00 – 19:50 8:00 – 17:50
Outono – Inverno
 
Setembro
8:00 – 19:50
Outubro – março
8:00 – 17:50
Primavera – Verão Abril Maio – agosto
8:00 – 18:50 8:00 – 20:50
Primavera – Verão
 
Abril
8:00 – 18:50
Maio – agosto
8:00 – 20:50

História

Antoine Wiertz veio viver para esta propriedade em Ixelles em 1850, e ele próprio concebeu o estúdio, a casa e o jardim. A construção de grande parte da casa e do estúdio decorreu entre 1850 1852, mas a propriedade só ficou totalmente pronta alguns anos mais tarde.

O ateliê sempre esteve aberto ao público e foi concebido para captar a atenção. A cópia das ruinas do templo italiano de Paestum eram visíveis quando os passageiros chegavam à estação de comboios de Bruxelles-Luxembourg e correspondiam ao espírito romântico da época.

Ao morrer, Wiertz legou as suas obras de arte, o estúdio, a casa e o jardim ao Estado belga, que viria a transformar o seu antigo estúdio em museu em 1866. A casa, o estúdio e o jardim foram classificados como património histórico e artístico de valor em 1997.

O jardim permaneceu encerrado ao público até setembro de 2020, data em que terminaram os trabalhos de remodelação executados pelo Parlamento Europeu.

Antoine Wiertz

Antoine Wiertz (1806-1865) foi um pintor e escultor romântico belga. Os seus quadros e obras de arte eram famosos pelas suas gigantescas dimensões, podendo alcançar mais de 11 m de comprimento, e estavam imbuídos de mensagens sociais ou filosóficas. Wiertz é um dos mais destacados representantes do romantismo belga e da arte monumental.

Em 1839, Wiertz apelou a que Bruxelas fosse reconhecida como a capital da Europa. A morada oficial do Parlamento Europeu ostenta hoje em dia o seu nome: Rue Wiertz, 60.

A preservação de um local histórico

Os trabalhos de recuperação da casa e do jardim começaram em 2016, numa parceria entre duas entidades públicas: o Parlamento Europeu e o Estado belga. Foi assinado um contrato de arrendamento por 50 anos, no montante de 1 euro, na condição de o Parlamento Europeu recuperar o jardim, para posterior abertura ao público, e a casa.

A casa está atualmente a ser reconstruída e irá poder ser visitada daqui a alguns anos.

Jardim dos Cidadãos

Rue Vautier / Vautierstraat 62
B-1050 Bruxelas
Bélgica

Como chegar

A estação Bruxelas-Luxemburgo é a mais próxima do Parlamento Europeu.

Informações práticas